Curta

9 de dez de 2010

Não estamos sós!


Um pouco de informação, hoje.

Você se sente sozinha na empreitada de criar um filho sem ter ao lado o pai?
Acredite, a realidade é bem diversa!

Segundo dados do Ministério da Saúde, entre 2002 e 2003, UM milhão de mulheres entre 16 e 24 anos deram à luz a filhos sem pais.

Isso pode ser o indicativo de que, ainda hoje, a educação sexual é precária e a maioria dessas jovens mulheres não teve um acesso relevante e efetivo aos métodos contraceptivos. 

Entretanto, os dados indicam também que assumir um filho sozinha não é um bicho de sete cabeças. Ter um companheiro ao lado não é imprescindível para que uma mulher decida ser mãe.

Seja qual for sua situação – engravidou no susto, sem querer, ou planejou ter uma família constituída por você e seu filho – saiba que você não está sozinha, pois existem milhares de mulheres na mesma situação.

Hoje você e seu filho – ou filha – são a cara da nova família. Família possível de existir, pois o mercado de trabalho está mais aberto para as mulheres e porque a sociedade está evoluindo (apesar de, às vezes, não parecer) e permite-nos essa escolha.



Nosso próximo artigo será sobre a importância (ou não) de uma figura paterna na criação dos filhos.

Segundo pesquisadora americana, uma mulher é capaz de criar filhos homens sem a figura de um pai, e sem que esse filho tenha prejuízos devido a essa falta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meta a mamadeira!