Curta

1 de fev de 2011

Registrando seu pimpolho (a)


Hoje vamos ser práticos!

Muitas pessoas que chegam ao nosso site buscam respostas para uma pergunta específica:

- Como registrar um filho de mãe solteira?

Vou contar como aconteceu comigo e aí você vai ver que não existe nenhum bicho de sete cabeças nessa questão, ok.

Eu saí da maternidade toda dolorida, pois infelizmente tive que ser submetida a uma cesárea. 

Dores e mais dores e o fato de a cada hora ter que amamentar meu rebento não me animava muito para sair de casa.

Pedi ao meu irmão que fosse ao cartório de registro civil da minha cidade, com a Declaração de Nascido Vivo e meus documentos para fazer o registro do meu pimpolho.

Uma hora depois ele chegava em casa com a certidão de nascimento de Lipe.

O passo seguinte foi ligar para uma vendedora de planos de saúde e assinar contrato do convênio.

Nome do pai?

Claro que foi questionado.

A resposta foi simples:

- Será registrado apenas no nome da mãe.

Viu como é simples?

Não existe bicho além de dentro da sua cabeça, amiga.

Força é vai lá registrar seu filho-filha!



Um comentário:

  1. Registrei minha filha como mãe solteira. E agora me casei e mudei meu sobrenome. Minha filha vai continuar no seu registro apenas com o nome da mãe. Devo mudar o meu nome no registro dela?

    ResponderExcluir

Meta a mamadeira!